Título: A sedutora tinta de minhas noutes
Autor: Jorge Carlos Fonseca
ISBN: 978-989-8961-01-3
Género: Escrita poética
Edição: 2019
Formato: 13,5 X 21,5 cm
Nº de Páginas: 228
Acabamento: Capa mole
P.V.P.: 1.500 escudos | 15 euros

O livro A sedutora tinta de minhas noutes, de Jorge Carlos Fonseca, um dos grandes poetas contemporâneos de Cabo Verde, é uma seleta de textos poéticos,  uns inéditos, outros de livros anteriores do autor, feita pelo seu conterrâneo o escritor Arménio Vieira, assim como textos de fortuna crítica sobre o conjunto da sua obra poética por parte de ensaístas e de escritores. O livro  – décima publicação da coleção poética Rose is a rose is a rose, da Rosa de Porcelana Editora – de pendor abstracionista, sendo o autor um dos cultores da poesia surrealista na literatura cabo-verdiana, tem como figurino de capa um quadro do artista plástico e poeta luso-cabo-verdiano António Pedro, no ano de celebração do 110º aniversário do seu nascimento.





Título: Um Futuro a Construir
Autores: Francisco Pinto Balsemão e José Maria Neves
ISBN: 978-989-8961-00-6  
Género: Política
Edição: 2018
Formato: 15 x 21 cm
Nº de Páginas: 92
Acabamento: Capa Mole
P.V.P.: 1.200 Escudos | 12 Euros

Esta edição não seria diferenciada da maior parte dos livros políticos, ou melhor, sobre a política, se o seu perfil autoral não fosse duplo e se os autores não fossem Francisco Pinto Balsemão e José Maria Neves, personalidades de matrizes ideológicas diferentes e de experiências políticas diversas, mas que travam um diálogo inteligente sobre o ideário do civismo democrático que, de certa forma, converge-os.
Francisco Pinto Balsemão e José Maria Neves foram chefes do governo de Portugal e de Cabo Verde, respetivamente. Balsemão foi dirigente do PSD, de matriz ideológica liberal e social democrática, e Neves dirigente do PAICV, de matriz ideológica da esquerda democrática, partidos do arco da governação dos respetivos países. O primeiro, para além da política, tem forte atividade empresarial na área da comunicação social e o segundo dedica-se hoje ao ensino e termina um doutoramento em Políticas Públicas.

O livro é sobre duas personalidades que se encontram para conversar, antes de mais, sobre a premissa oblíqua do “nosso ser político e nosso ser na política”, diálogo que se extravasa por temas plurais e diversos, uns de interesse histórico, outros de atualidade política, como o do surgimento das sociedades em rede, através das redes sociais, que são novas formas de poder e de governança e de praticar a democracia, e as novas formas de legitimação e de representação políticas.

Esta “conversa a dois”, transcrita nesta edição, resulta em verdade do painel “Democracia e Governança: Um Futuro a Construir”, no quadro da IV Conferência da Fundação José Maria Neves para a Governança, realizada na cidade da Praia, em 2017. Diálogo que provocou muita expectativa na medida em que protagonizavam dois exegetas de questões fulcrais como a crise dos partidos políticos tradicionais, a ascensão do populismo, o desafio da imprensa perante as novas dinâmicas políticas, as políticas públicas para o fortalecimento das liberdades, da igualdade e de um desenvolvimento económico e social sustentáveis na atual conjuntura internacional e a própria questão da geopolítica, assim como aspetos da vida política tanto de Portugal como de Cabo Verde. Fazem-no em primeira pessoa e colocam-se como sujeitos de muitos dos aspetos contemporâneos que abordam.



Título: Itinerários de Amílcar Cabral
Organizadores: Ana Maria Cabral, Filinto Elísio e Márcia Souto
ISBN: 978-989-99905-9-3  
Género: Epistolar/Postais
Edição: 2018
Formato: 21 x 29,7 cm
Nº de Páginas: 126
Acabamento: Capa Dura
P.V.P.: 2.500 Escudos | 25 Euros

O livro “Itinerários de Amílcar Cabral” compõe-se de 45 postais com escrita inédita de Amílcar Cabral, a refletir uma série de impressões de viagens e lugares, no afã de ampliar o campo diplomático da sua causa de libertação dos povos africanos, especialmente da Guiné-Bissau e de Cabo Verde. Fica patente no livro que Cabral, em pleno período da Guerra Fria, com o mundo bipolar e marcado pelas ideologias, atravessava várias fronteiras e afirmava uma visão global e humanista. A primeira parte conta com textos de António Guterres, Guilherme d'Oliveira Martins, Jorge Carlos Fonseca e José Maria Neves, e contextualização histórica de Aurora Almada e Santos.

Título: Campo da Fortuna
Autor: Evel Rocha
ISBN: 978-989-99905-8-6  
Género: Romance 
Edição: 2018
Formato: 14,5 x 21,5 cm
Nº de Páginas: 264
Acabamento: Capa Mole
P.V.P.: 1.500 Escudos | 15 Euros

"Campo da Fortuna" é um romance histórico que narra o nascimento de dois sítios marcantes da Ilha do Sal: Espargos e o Aeroporto Internacional. Trata-se de uma saga sobre os trabalhadores que vieram das demais ilhas cabo-verdianas, uma tentativa de resgatar uma das mais lindas histórias de Cabo Verde.